AO VIVO

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Copa do Mundo FIFA Brasil 2014: Grupo D



Seguimos com nosso Especial da Copa do Mundo FIFA 2014 do Brasil. Hora do Grupo D, também conhecido como "Grupo da Morte". Nele temos três campeões do Mundo, Itália, Inglaterra e Uruguai, além da Costa Rica, que pode ser o fiel da balança desse grupo.





Vamos as Seleções:


O Uruguai chega a Copa do Mundo com a base da última Copa do Mundo. Óscar Tabarez manteve quase todo o time que foi quarto lugar na África do Sul. Depois disso, esse time ainda foi campeão da Copa América. O fato é que esse time chega mais envelhecido do que as últimas competições. As dificuldades de renovação do Uruguai é muito grande. Uma população de 3 Milhões de habitantes dificulta essa renovação. Desde a Copa de 2010, alguns jogadores caíram muito de rendimento. Diego Forlán, melhor jogador daquela Copa, não repetiu as boas atuações em Internazionale e Internacional. Tenta voltar a um bom momento no futebol japonês. Além disso, o capitão Diego Lugano também não está em grande fase. Desde que saiu do Fenerbahçe, Lugano jogou pouco e não foi bem. Tanto PSG, Málaga e West Bromwich. Lugano foi pouco utilizado nesses clubes e isso pode contar. 

Esses foram os contras, vamos aos prós: Diego Godín, na defesa, vive grande fase. Ao lado de Miranda, no Atlético Madrid, formou uma das defesas mais solidas do Mundo. No ataque, dois jogadores em grande fase: Edinson Cavani, apesar da transferência para o PSG, conseguiu manter o nível de Napoli e também da Seleção. O grande nome desse Uruguai é Luís Suárez. Luisito foi artilheiro e principal jogador do vice-campeão Inglês Liverpool. É um dos fortes candidatos a Bola de Ouro da Fifa ao final da temporada. Sem contar que desperta interesse do Real Madrid, que irá oferecer mais de 90 Milhões de Euros para ter Suárez com a camisa branca na próxima temporada. A experiência desses jogadores pode pesar ao favor do Uruguai, em comparação a Inglaterra que vem com um time muito jovem. É aguardar pra ver se a garra charrua conseguirá avançar nesta Copa 


Vamos a lista de Tabárez:

Goleiros:
Fernando Muslera (Galatasaray-TUR)
Martín Silva (Vasco-BRA)
Rodrigo Muñoz (Libertad-PAR)

Zagueiros:
Diego Lugano (West Bromwich-ING)
Diego Godín (Atlético de Madri-ESP)
José María Giménez (Atlético de Madri-ESP)
Martín Cáceres (Juventus-ITÁ)
Maximiliano Pereira (Benfica-POR)
Jorge Fucile (Porto-POR)
Sebástian Coates (Nacional)
Álvaro Pereira (São Paulo-BRA)

Meias:
Arévalo Ríos (Morelia-MÉX)
Diego Pérez (Bologna-ITÁ)
Walter Gargano (Lazio-ITÁ)
Alejandro Silva (Lanús-ARG)
Gastón Ramírez (Southampton-ING)
Cristian Rodríguez (Atlético de Madri-ESP)
Nicolás Lodeiro (Botafogo-BRA)
Sebastián Eguren (Palmeiras-BRA)
Álvaro González (Lazio-ITÁ)

Atacantes:
Edinson Cavani (PSG-FRA)
Luis Suárez (Liverpool-ING)
Diego Forlán (Cerezo Osaka-JAP)
Abel Hernández (Palermo-ITÁ)
Cristian Stuani (Espanyol-ESP) 


A Itália sempre chega como uma das favoritas ao Campeonato do Mundo. Sempre quando a Squadra Azzurra chega com desconfiança e desacreditada, os italianos costumam crescer. Foi assim em 2006, quando se classificaram na última rodada e foram campeões. Em 1994, quando foram finalistas, foi bem parecido. A impressão da última Copa, deixa esse pré conceito com a Azzurra. É tudo novo, apesar de ter alguns jogadores que foram ao Mundial da África, a metodologia de jogo é completamente diferente. Se na preparação para 2010, a Itália começou o ciclo com Roberto Donadoni, que acabou demitido após o fiasco na Euro de 2008, Marcello Lippi foi recontratado para repetir o que fez em 2006. Repetiu o time, mas não a atuação e a Itália ficou na fase de grupos. Imediatamente a eliminação, Cesare Prandelli foi contratado. Após ótimos trabalhos na Fiorentina, levando o time a uma fase de oitavas de final, eliminando Liverpool na fase de grupos. Renovação era a palavra de ordem na Azzurra. Jogadores que não vinham tendo chances, acabaram testados por Cesare. Os mais experientes na seleção, foram poupados dos primeiros testes, mas aos poucos voltaram a Seleção e participaram da mescla ideal, segundo os professores: Juventude com um pouco de experiência. Não se esperava um resultado a curto prazo. Já na Euro 2012, a Itália surpreendeu a todos chegando até a decisão e eliminado uma das favoritas ao título Alemanha com um show de Mário Balotelli. A base da Euro foi melhorada, lapidada. Com a grande fase de Pirlo, o Maestro, essa seleção tem tudo pra chegar no mínimo a uma quartas-de-final. Além disso, jovens jogadores chegaram, como Lorenzo Insigne, Marco Verratti e Ciro Immobile, artilheiro da última Série A TIM. Perdeu na preparação Riccardo Montolivo, mas ele não é insubstituível. Outra surpresa, foi Antônio Cassano. Atualmente no Parma e com passagens fracas na Inter e no Milan, Cassano será o camisa 10 da Azzurra nesta Copa. Falou-se que Francesco Totti, com seus 36 anos poderia jogar a Copa. Inclusive, Prandelli chegou a falar que poderia utilizar Totti se estivesse em alto nível. O camisa 10 da Roma terminou a temporada muito bem tecnicamente, mas na parte física nem tão bem. Prandelli não quis arriscar. 
A base do time é formada pela atual tri-Campeã Juventus. O setor defensivo conta com Barzagli, Bonucci e Chiellini, sem contar no capitão Giggi Buffon, que vai pra sua última Copa do Mundo

Vamos a convocação de Prandelli
Goleiros:

Gianluigi Buffon (Juventus)
Mattia Perin (Genoa)
Salvatore Sirigu (Paris Saint Germain)

Defensores: 
Ignazio Abate (Milan)
Andrea Barzagli (Juventus)
Leonardo Bonucci (Juventus)
Giorgio Chiellini (Juventus)
Matteo Darmian (Torino)
Mattia De Sciglio (Milan)
Gabriel Paletta (Parma)

Meio-campistas: 

Alberto Aquilani (Fiorentina) 
Antonio Candreva (Lazio), 
Daniele De Rossi (Roma), 
Claudio Marchisio (Juventus), 
Thiago Motta (Paris Saint Germain), 
Marco Parolo (Parma), 
Andrea Pirlo (Juventus) 
Marco Verratti (Paris Saint Germain).

Atacantes: 
Mario Balotelli (Milan), 
Antonio Cassano (Parma), 
Alessio Cerci (Torino), 
Ciro Immobile (Torino) 
Lorenzo Insigne (Napoli).



A Inglaterra é o oposto do Uruguai. Sem muitas opções, Roy Hodgson apostou na base do Liverpool, onde se encontra a maior concentração de Ingleses. A mescla com jogadores mais rodados transformou nos últimos dias o pessimismos inglês em esperança de ir longe nessa Copa. Nomes como Sturridge e Sterling, foram destaque da temporada na Inglaterra. Steven Gerrard, mesmo com 34 anos, chega em grande forma. Wayne Rooney é o grande nome desta Seleção. O jogador do Manchester United conseguiu se destacar em uma temporada bem ruim dos Diabos Vermelhos. Mesmo estando ausente em boa parte da temporada, Rooney evitou fiasco maior do United. A defesa conta com jogadores como Jagielka e Cahill, uma das mais firmes do Mundo. Aliás, o alto nível de Cahill fez com que José Mourinho abrisse mão de David Luiz nos Blues. 
Um dos jogadores que pode se destacar, é Adam Lallana, do Southampton. O meia de 24 já desperta interesse do grandes. Jogador moderno, que marca muitos gols, pode ser um dos nomes dessa Seleção. Outro jogador que chega com grande expectativas é Luke Shaw. O jovem lateral, também do time do Sul da Inglaterra, barrou nada mais nada menos que Ashley Cole do English Team. 
Talvez possa ser loucura, mas Ricky Lambert também pode ter papel importante nesse time. Apesar do 32 anos, Lambert fez uma temporada espetacular, curiosamente é jogador também do Southampton. A forma de Lambert é tão boa, que ele vai defender o Liverpool na próxima temporada. Ele que é torcedor do Reds. Como na Seleção, Lambert chega pra somar, ser um coadjuvante, mas que pode ser muito útil. 
A mescla de juventude e experiência da Inglaterra pode dar muitos frutos aos Ingleses. Roy Hodgson disse que esse time, ou boa parte dele é pra Euro de 2016 e Copa do Mundo 2018.


Goleiros: 
Joe Hart (Manchester City)
Fraser Forster (Celtic)
Ben Foster (West Bromwich)

Defensores: 
Glen Johnson (Liverpool)
Phil Jones (Manchester United)
Gary Cahill (Chelsea)
Phil Jagielka (Everton)
Chris Smalling (Manchester United)
Leighton Baines (Everton)
Luke Shaw (Southampton)

Meias: 
Steven Gerrard (Liverpool)
Jack Wilshere (Arsenal)
Jordan Henderson (Liverpool)
Frank Lampard (Chelsea )
James Milner (Manchester City)
Ross Barkley (Everton)
Adam Lallana (Southampton)

Atacantes: 
Raheem Sterling (Liverpool)
Alex Oxlade-Chamberlain (Arsenal)
Wayne Rooney (Manchester United)
Daniel Sturridge (Liverpool)
Danny Welbeck (Manchester United)
Rickie Lambert (Southampton)


Costa Rica
Pode ser o fiel da balança. Quem perder pontos para a Costa Rica, corre um grande risco de ficar fora da segunda fase da Copa do Mundo. Sem Bryan Oviedo, do Everton, Bryan Ruiz passa ser o principal jogador da Seleção Costa Riquenha. Outro que pode ser destaque e pode influenciar na classificação é Keylor Navas, que foi eleito o melhor goleiro da Liga das Estrelas. Navas se destacou no Levante em todo o campeonato.




Goleiros
Keilor Navas / Levante (ESP)
Patrick Pemberton / Alajuelense
Daniel Cambronero / Herediano

Zagueiros
Johnny Acosta / Alajuelense
Giancarlo González / Columbus Crew (USA)
Michael Umaña / Saprissa
Oscar Duarte / Brujas (BEL)
Waylon Francis / Columbus Crew (USA)
Heiner Mora / Saprissa
Junior Díaz / Mainz 05 (GER)
Christian Gamboa / Rosenborg ( NOR )
Roy Miller / Red Bulls New York (USA)
Kendall Waston / Saprissa

Meias
Celso Borges / AIK (SUE)
Christian Bolaños / Copenague (DEN)
Oscar Esteban Granados / Herediano
Michael Barrantes / AAlesund (NOR)
Yeltsin Tejeda / Saprissa
Diego Calvo / Valerenga (NOR)
José Miguel Cubero / Herediano
Carlos Hernández / Wellingtong Phoenix (NZL)

Atacantes
Álvaro Saborío / Real Salt Lake (USA)
Bryan Ruiz / PSV Eindhoven (NED)
Joel Campbell / Olympiacos FC (GRE)
Randall Brenes / Cartaginés
Marco Ureña / FC Kubán Krasnodar (RUS)

Lista reserva:
Esteban Alvarado / AZ Alkmaar
Hansell Arauz / Saprissa
Jairo Arrieta / Columbus Crew (USA)
Ariel Rodríguez / Alajuelense




Grupo D

14/06 16h Uruguai x Costa Rica, Castelão
14/06 18h Inglaterra x Itália, Arena da Amazônia

19/06 16h Uruguai x Inglaterra, Arena Corinthians
20/06 13h Itália x Costa Rica, Arena Pernambuco

24/06 13h Itália x Uruguai, Arena das Dunas
24/06 13h Costa Rica x Inglaterra, Mineirão